vida-chata

Em: Minimalismo

Por que é bom viver uma vida “chata”? Se é isso que você quer

Sempre estamos olhando para a próxima coisa em nossas vidas. Talvez seja um relacionamento, talvez seja o próximo grande passo em nossas carreiras, ou talvez seja a próxima cidade que queremos experimentar.

Uma parte integral de estar em seus vinte e poucos anos é a busca por aquela coisa que nos estabelecerá como indivíduos, há uma coisa que nos une.

Algumas pessoas nunca vão parar de querer mais, algumas pessoas estão confortáveis ​onde estão, e algumas pessoas querem coisas a um ponto. Sou do último grupo.

Eu quero ser bem sucedido o suficiente para que eu possa viver uma vida simples, onde eu não tenho que se preocupar em ser, mas também não preciso se preocupar em ser reconhecido.

É uma circunstância estranha não querer ser reconhecido, mas para a variedade introvertida ligeiramente paranoica, como eu, soa como um sonho.

Como tudo na vida eu acho que é importante encontrar um equilíbrio quando se trata de ambição. Afinal, um enorme sucesso realmente soa tão agradável?

O ponto é que eu quero “ser mediócre” para não querer a emoção de uma vida agitada.

Uma vida simples pode ser uma coisa bonita. Uma existência tranquila onde seu impacto no mundo é mínimo.

Você será livre para tomar as decisões que você quer sem medo de julgamento e você estará livre para existir sem os constrangimentos de um conjunto rígido de comportamentos impostos pela sociedade.

Essencialmente, uma vida simples é grande porque libera você para cometer erros e todos.

A chave para remover a ocupação é simples viver intencionalmente, e identificar áreas em nossa vida que podemos substituir com o tempo do silêncio.

Afinal, o espaço em branco é onde a magia acontece. E quem não quer um pouco de magia?

A inveja está sempre associada à comparação do eu de um homem; E onde não há comparação, não há inveja.- Sir Francis Bacon

Quando nos comparamos com os outros, nos preparamos para acrescentar “mais” à nossa vida. Mais dinheiro, mais carros, mais casas e mais coisas.

Nós caímos vítimas do velho provérbio “A grama do vizinho é sempre mais verde.”, que nos impede de viver a vida que realmente queremos viver.

O problema é que nós normalmente comparamos o nosso “pior” com o “melhor”.

A importância de uma vida quieta

Onde encontramos paz e sossego? E quão confortável podemos estar com todo esse barulho?

Eu creio que não há uma resposta para esta pergunta. Cada um de nós tem preferências diferentes.

Mas, independentemente de quanto ruído podemos viver, todos nós precisamos de alguma paz e tranquilidade para expandir a alma, abrir o coração e limpar a mente.

Uma vida tranquila é algo que eu não só desejo, mas é a maneira que eu cresço.

Eu realmente acredito que quando encontramos o nosso lugar calmo, vamos viver em harmonia.

Por que o minimalismo é a resposta?

Estou perseguindo o minimalismo. Eu sei que isso é verdade. Quero menos, e quero simplicidade, e quero passar meus dias conectando e cuidando, não consumindo e completando. Erin Loechner

Eu não sei sobre você, mas isso soa realmente atraente para mim. Não é este o tipo de vida que você quer viver? É definitivamente o tipo de vida que eu quero viver.

Minimalismo não tem que ser sobre viver em uma casa minúscula com apenas algumas camisas em seu armário.

O minimalismo é sobre desmentir e concentrar-se nas coisas que são importantes – ou como diz Marie Kondo, aquelas que nos trazem alegria.

O minimalismo é uma ferramenta que pode ajudá-lo a encontrar a liberdade.

  • Liberdade do medo.
  • Liberdade de preocupação.
  • Liberdade de opressão.
  • Liberdade de culpa. Liberdade da depressão.
  • Liberdade das armadilhas da cultura de consumo.
  • Liberdade real.

Você pode projetar uma vida de menos e mais. Mais do que você ama, menos do que você não ama. É um processo, e estamos todos juntos.

Participe do grupo no Facebook

E-book: O potencial de uma vida minimalista

Neste e-book, o leitor é encorajado a adotar um estilo de vida minimalista. As etapas para adaptar-se a viver uma vida plena, sem os excessos que caracterizam a sociedade moderna.

Ebook

Enviaremos um e-mail para confirmar seu download.